• Valéria Leão

MARÇO - MÊS  DA MULHER 

Olá. Minha singela homenagem à todas as mulheres escritoras e leitoras do nosso Grupo. POESIA CONCRETA Valéria R F Leão Não faço versos. Faço prosa. Minha escrita é puro sentimento. Sem métrica, regras ou rimas. Por vezes, sem correção. Palavras rasas ou profundas. A única constante é a genuína emoção. Quem me dera ter o dom de Cora, que com poesia, traduzia toda a sua sabedoria que até hoje nos inspira com simplicidade e paixão. Quem me dera seus doces na cozinha da velha casa de Goiás. Quem me dera... Nesse maravilhoso mundo das palavras, quisera eu ter o talento para transformar prosa em verso e me lançar nesse universo de autoras geniais. Se me faltam as rimas em versos cheios de métricas, que nunca me falte a inspiração. Que eu siga com minha poesia concreta. Sem rimas, amarras, limitações. Que eu siga sendo autêntica por onde quer que me leva a inspiração. Quem sabe, com alguma sorte, compartilhando sentimentos, seguirei tocando almas, mentes e corações? Quem sabe, no Universo dos meus afetos eu não encontre uma motivação para seguir me reinventando e, transformando prosa em verso, eu alcance a rima perfeita para traduzir as minhas emoções? Quem sabe se, sob as bênçãos de Cecília, Cora e Adélia, que à tantas inspiraram, minha obra tão singela, não motive outras mulheres a seguirem esse caminho com suas estrofes em quartetos, tercetos ou como lhes convier? Quem sabe, da prosa o verso? Quem sabe, no futuro incerto, de prosa faço verso? Oxalá eu consiga, seja com minha prosa ou em versos, continuar tocando almas, mentes e corações. 🎀

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

© 2019

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • Branco Ícone Google+